quinta-feira, fevereiro 23, 2006
Então... quem quiser saber da Mangueira assista ao desfile das Escolas de Samba do grupo 1 no RJ. Procure saber o horário da verde-rosa!!! :)))))


Acabo de passar por uma que só Deus, viu? Não há explicação pra determinados acontecimentos, mas fica explícito q tem o dedo dEle.
Saí do trabalho um pouco mais cedo hoje, passei o dia todo enjoada, com cólica, calor insuportável, pressão baixa... coisas de mulherzinha, sabe como é?
Passei no hotelzinho pra fazer um lanche antes de vir pra casa. Normalmente, qdo estou lá, fico horas de bate-papo, descanso, relaxo, enfim... eu adoro o ambiente, apesar de ter animais em casa tb. Esqueço da vida mesmo.
Mas hoje simplesmente cismei de vir logo pra casa, mesmo já tendo passado o mal estar. Comentei inclusive q preciso cortar os cabelos. A peruca ta horrorosa já!
Toda vez q passo em frente ao salão da Cleide eu aceno pra ela. Nunca entro, e hj, apesar do comentário de ter q cortar o cabelo, tb não pretendia entrar. Só q qdo passei por lá, não vi a Cleide trabalhando e percebi tudo muito calmo. Já estava a uns três passos e voltei. Fui bater na porta, sei lá o q me deu. Bati, bati, chamei e nada. Mexi na maçaneta da porta e estava aberta. Pensei: "a Cleide é doida de deixar a porta sem trancar". Entrei e chamei por ela. Nada. "Cacete, kd o povo desse salão??" pensei. Aí eu gritei o nome dela e ouvi a resposta vinda do banheiro, lá nos fundos. Perguntou quem era, respondi. Ela dizia: "me tira daqui, estou trancada no banheiro". Achei q tivesse emperrado a porta e fui tentar empurrar. De lá a Cleide me disse pra tentar encontrar a chave pois acabara de sofrer um assalto.
Putz, me apavorei, mas fiz tudo o q devia fazer numa hora dessa.
Tranquei a porta da frente, verifiquei se não havia mesmo ng nas outras salas e fui até a janela do banheiro, pelo quintal.
Seis mulheres, em pânico, trancadas lá dentro. Uma delas me passou o telefone da mãe pra chamar o zelador. O prédio fica em frente ao salão e eu com todo cuidado pra não abalar a mãe dela só disse q a filha estava no salão e a porta do banheiro emperrou, pra q ela pedisse ao zelador do prédio pra ir até lá. Em seguida, liguei pro namorado da Cleide q tb voou pra lá.
Cara... tudo se resolveu, mas uma coisa ficou muito clara pra todas nós: um anjo passou por ali e usou meu corpo pra salvá-las. Fazia poucos minutos q os ladrões tinham saído e ia demorar pra q alguém desse pela falta delas. Hj é quinta-feira.. o salão fica aberto até tarde!
A vela q acendi pra São Francisco esta semana não iluminou só o cãozinho abandonado. Aliás, este com certeza ja arrumou um lar!
Beijos angelicais pra vcs!

1 comentários:

Elza disse...

Parabéns pelo novo espaço. Vc continua a mesma, alegre e liberada. Fiquei com peninha do cachorro... Mais pena, ainda, das mulheres, vilmente, assaltadas. Bjkª da Elza

About Me

A minha fotografia
Drica Fernandes
É difícil falar de si mesmo. O ideal é q as atitudes mostrem quem realmente somos!
Ver o meu perfil completo

Seguidores

Outros sites

Outros sites
Ana Cris
Anai
Angela
Angela Kitty
Avaiana (humor)
Barbara
Bruno
Cacá
Clarice
Cris Messianica
Dedo
Deny
DO
Dri de Madrid
Elza
Finger Pictures
Flá
Flogão Deinha
Karlinha
Kli
Kris
Lena Perua - Artigos Artesanais
Lica
Luluzinha
Mais Clarice
Marley
Meire
MPB
Olhar Literário (muito bom esse site)
Pinho
Salvietta
Sandrinha
Sibele
Silvania
Smile - Sorriam pessoas!!
Solange
Teste seu vocabulário
Tom
Vaca Devassa

Blog Archive

meiroca. Com tecnologia do Blogger.